Quem somos?

Ibermúsicas é um programa multilateral de cooperação internacional dedicado exclusivamente às artes musicais que promove a presença e o conhecimento da diversidade musical latino-americana, estimula a formação de novos públicos na região e amplia o mercado de trabalho das e dos profissionais do setor.

A região Ibero-Americana com sua produção musical diversificada, fértil e dinâmica, exigiu um programa que combinasse políticas públicas para promover e apoiar a atividade profissional de artistas em busca de uma maior integração regional. O Programa de Promoção das Músicas Ibero-Americanas, como um projeto multilateral de cooperação técnica e financeira entre os Ministérios e as Secretarias de Cultura da região, ultrapassa esses objetivos. A chave central para o sucesso do Programa é a solidariedade na ação e a apreciação da riqueza de nossa música regional baseadas no talento de seus criadores, intérpretes, pesquisadores e todo o resto dos atores que compõem o ecossistema musical Ibero-Americano; um capital cultural compartilhado que gera uma verdadeira integração do setor musical.

O Programa de Promoção da Músicas Ibero-Americanas, IBERMÚSICAS, foi aprovado na XXI Cúpula Ibero-Americana de Chefes e Chefes de Estado e de Governo, realizada em Assunção, Paraguai, em novembro de 2011.

Qual é a nossa visão estratégica?

Que fazemos?

Como o fazemos?

Chamadas e concursos do Programa

Quem são as destinatárias e os destinatários de nossas ações?

Nossos beneficiárias e beneficiários direitos são principalmente músicas, músicos, intérpretes, compositores, grupos musicais, bandas, gerentes, agências de booking, produtores e festivais, mercados, reuniões, encontros, ciclos musicais de todos os campos e estilos. Também são destacadas instituições como universidades, centros de experimentação da criação, grupos musicais, centros de pesquisa acadêmica e musicologia.

Os centros culturais de base comunitária, espaços culturais em áreas de vulnerabilidade social, também são um punto alvo de Ibermúsicas, ao receber os artistas beneficiados pelo Programa que comprometem-se socialmente levando oficinas e shows para esses centros, ampliando assim o impacto da ajuda econômica.

Indiretamente, as cidadãs e os cidadãos nutrem-se pela programação internacional e a valorização da diversidade e riqueza cultural ibero-americana.

Quem compõe o programa?

Os Ministérios, Secretarias e Institutos de Cultura dos países membros compõem o Programa Ibermúsicas. Cada um designa uma autoridade das Artes Musicais como seu representante (REPPI) comformando o Conselho Intergovernamental. Este Conselho define a política e as modalidades de ajuda e toma as decisões de acordo com as regras estabelecidas no Regulamento do Programa Ibermúsicas.

Atualmente, os países membros são: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, México, Panamá, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela. Com voz mas sem voto, participa a SEGIB (Secretaria-Geral Ibero-Americana)