O que é Ibermúsicas?

Ibermúsicas é um programa de cooperação internacional multilateral dedicado exclusivamente às artes musicais que promove a presença e o conhecimento da diversidade musical ibero-americana, estimula a formação de novos públicos na região e expande o mercado de trabalho para os profissionais do setor.

Ibero-americana, com sua produção musical diversificada, fértil e dinâmica exigia um programa que combinasse políticas públicas para promover e apoiar a atividade profissional das e dos artistas em procura de uma maior integração regional. O Programa de Fomento das Músicas Ibero-Americanas Ibermúsicas como projeto multilateral de cooperação técnica e financeira entre os Ministérios e Secretarias de Cultura da região, atende efetivamente a esses objetivos. A chave para o sucesso do Programa cifra-se na solidariedade em a ação e em apreço pela riqueza de nossa música regional com base no talento de seus criadores, intérpretes, pesquisadores e todos os demais atores que compõem o ecossistema musical ibero-americano; um capital cultural compartilhado, gerando uma verdadeira integração do setor musical.

O Programa de Fomento das Músicas Ibero-Americanas Ibermúsicas foi aprovado na XXI Cúpula Ibero-Americana de Chefes de Estado e de Governo, realizada em Assunção, Paraguai, em novembro de 2011 e está enquadrado no Espaço Cultural Ibero-Americano da Secretaria-Geral Ibero-Americana (SEGIB).

¿Qual é a nossa visão estratégica?

Dinamizar o espaço musical de toda a região ibero-americana através de políticas públicas para promover e apoiar a atividade profissional dos artistas musicais.

Promover a criação musical em todas as suas formas e sem distinção de estilos, gêneros e tradições.

Promover a profissionalização, acessibilidade, inclusão e promoção das músicas ibero-americanas.

¿Que fazemos?

Desenvolvemos chamadas à mobilidade para músicas e músicos mediante ajudas diretas e indiretas através de chamadas para festivais, mercados, encontros, ciclos. As ajudas são fornecidas para superar um dos principais obstáculos que aparecem quando se trata de promover artistas profissionalmente: o custo da mobilidade (passagem aérea) em uma região tão vasta.

Desenhamos bolsas e prêmios para criar novas obras musicais e novos repertórios naqueles campos da criação musical que mais precisam de apoio financeiro ou naqueles universos musicais em que há uma evidente falta de obras ibero-americanas a serem executadas.

Realizamos ações tendentes à formação e preservação das músicas tradicionais da herança musical intangível com uma visão baseada no respeito à diversidade e à interculturalidade.

Realizamos ações tendentes ao capacitação permanente na indústria da música.

Incentivamos a pesquisa musical acadêmica.

Promovemos a multiplicação do conhecimento por meio de propostas de formação ou de benefício comunitário dos projetos selecionados nas chamadas.

Promovemos a estreia dos trabalhos compostos no âmbito dos programas de concurso e residência.

Promovemos el estreno de las obras compuestas bajo los programas de concurso y de residencias.

Chamadas e concursos do Programa

Ajudas ao sector musical para a circulação na Iberoamérica: A presente chamada pública tem por objetivo apoiar e fomentar a circulação de todas e de todos os agentes do sector musical ibero-americano para favorecer a internacionalização dos espectáculos musicais, os intercâmbios de criação, de investigação, de composição e de saberes na região ibero-americana.

Ajudas ao sector musical para circulação nos Estados Unidos: Com a missão de promover o diálogo intercultural entre artistas musicais da América Latina e dos Estados Unidos, é criada uma chamada em colaboração entre Ibermúsicas e Mid Atlantic Arts para apoiar com fundos os projetos selecionados seguindo as diretrizes de cada organização.

Ajudas ao sector musical para a programação ibero-americana: A presente chamada pública tem por objetivo apoiar e fomentar a circulação de todas e de todos os agentes do sector musical ibero-americano (músicas e músicos, agrupações; ensambles; compositoras e compositores; luthiers; oficineiras/os; técnica/os; investigadoras/es; e outras e outros agentes do setor musical Ibero Americano) dedicados às músicas de todos os gêneros.

Ajudas à especialização e ao aperfeiçoamento artístico e técnico do setor musical: A presente convocatória foi concebida com o propósito de apoiar a especialização e o aperfeiçoamento artístico e técnico de todas e todos os agentes do sector musical ibero-americano. Destina-se a instrumentistas, cantoras e cantores, técnicas e técnicos, luthiers, compositoras e compositores, e a todos os agentes da cadeia de valor da indústria musical que desejem realizar um programa de especialização e aperfeiçoamento dentro da região ibero-americana. Trata-se de ajudas destinadas a graus avançados e especialistas de todas as áreas, técnicas, gêneros e estilos musicais.

Ajudas ao sector musical em modalidade vitual: Perante as inovadoras e diversas modalidades que assume a criação e a difusão das músicas nos tempos atuais, o Programa Ibermúsicas propõe-se, através do presente concurso, fomentar a produção de conteúdos para ser difundidos de modo virtual, promover os laboratórios de criação, fortalecer a capacitação permanente do setor musical ibero-americano e incentivar a inovação do setor sempre contemplando a cooperação ibero-americana entre os países membros.

IX Prêmio Ibermúsicas à criação de canções: O presente concurso tem como objetivo promover a criação de música popular e o fortalecimento de laços de cooperação entre criadores, intérpretes, compositoras e compositores do setor musical ibero-americano. É por isso que este convite foi concebido para a co-criação de canções entre artistas de dois países membros do Programa. É um concurso aberto a todos os estilos musicais, incentivando estas atividades com plena liberdade criativa.

Prémio Ibermúsicas de composição e estreia de obra: A presente chamada pública tem por objetivo apoiar projetos de realização virtual que promovam a criação, a presença e o conhecimento da diversidade musical iberoamericana; estimulem a formação de novos públicos na região; alarguem o mercado de trabalho das e dos profissionais do sector; e cujas expressões culturais contemplem a cooperação ibero-americana.

Concurso ibero-americano la Guarânia, banda sonora do Paraguai para o mundo: A presente chamada pública tem por objetivo apoiar projetos de realização virtual que promovam a criação, a presença e o conhecimento da diversidade musical iberoamericana; estimulem a formação de novos públicos na região; alarguem o mercado de trabalho das e dos profissionais do sector; e cujas expressões culturais contemplem a cooperação ibero-americana.

Prêmio Brasil Ibermúsicas: A presente chamada pública tem por objetivo apoiar projetos de realização virtual que promovam a criação, a presença e o conhecimento da diversidade musical iberoamericana; estimulem a formação de novos públicos na região; alarguem o mercado de trabalho das e dos profissionais do sector; e cujas expressões culturais contemplem a cooperação ibero-americana.

¿Quem são as e os destinatários de nossas ações?

 

Nossos beneficiárias e beneficiários diretos são principalmente músicas, músicos, intérpretes, compositores, grupos musicais, bandas, gerentes, agências de booking, produtoras e festivais, mercados, encontros, ciclos musicais de todas as áreas e estilos, sem diferenças nas escolas ou na estética. Também se destacam instituições como universidades, centros de experimentação em criação, colectivos musicais, centros de Pesquisa Acadêmica e Musicologia.

Os Centros culturais comunitários, espaços culturais em áreas de vulnerabilidade social, também são um grupo objectivo para Ibermúsicas, ao receber os artistas beneficiados pelo Programa, socialmente comprometidos em levar oficinas e shows para esses centros, ampliando assim o impacto das ajudas financeiras.

 

Indiretamente, os cidadãos que são nutridos pela programação internacional e pela valorização da diversidade e riqueza cultural ibero-americana.

¿Quem compõe o programa?

Os Ministérios, Secretarias e Institutos Culturais dos países membros compõem o Programa Ibermúsicas. Cada um designa uma autoridade das Artes Musicais como seu representante (REPPI), conformando o Conselho Intergovernamental. Este Conselho define a política e as modalidades de ajuda e toma decisões de acordo com as regras estabelecidas no Regulamento do Programa Ibermúsicas. A Unidade Técnica é a responsável pela execução do Programa ao nível regional.

Atualmente, os países membros são: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, Espanha, México, Panamá, Paraguai, Peru, Portugal, Uruguai e Venezuela. Com voz, mas sem voto, participa SEGIB (Secretaria Geral Ibero-americana).

Argentina

Ministerio de Cultura
Av. Alvear 1690,
Ciudad Autónoma de Buenos Aires , Argentina.

Instituto Nacional de Música (INAMU)
Hipólito Yrigoyen 1628, 1° piso
Ciudad Autónoma de Buenos Aires , Argentina.

Representante del país en el Programa (REPPI)
Federico Prieto
Secretario Gestión Cultural
Gestioncultural@cultura.gob.ar

Paula Rivera
Instituto Nacional de la Músicas
fomentointernacional@inamu.musica.ar

www.cultura.gob.ar

www.inamu.musica.ar

Brasil

Ministério da Cultura do Brasil
Funarte (Fundação Nacional de Artes)

Av. Presidente Vargas, 3.131 Sala 1804 –
Cidade Nova, Centro Empresarial Cidade Nova – Edifício TelePorto
CEP: 20.210-911 – Rio de Janeiro – RJ, Brasil

Representante del país en el Programa (REPPI)
Eulicia Esteves
Subgerente de Música Popular
eulicia.funarte@gmail.com

www.funarte.gov.br

Chile

Ministerio de las Culturas, las Artes y el Patrimonio
Paseo Ahumada 48, Pisos 4, 5, 6, 7, 8 y 11
Santiago, Chile

Representante del país en el Programa (REPPI)
Camila Gallardo Valenzuela
,
Secretaria Ejecutiva del Consejo de Fomento de la Música Nacional

Colaborador/a
Isadora Leighton
isadora.leighton@cultura.gob.cl

www.cultura.gob.cl

Colombia

Ministerio de Cultura
Carrera 8 No. 8 – 55
Bogotá, Colombia

Representante del país en el Programa (REPPI)
Susana Palacios David
Coordinadora de Música de la Dirección Nacional de Artes.
spalacios@mincultura.gov.co

www.mincultura.gov.co

Costa Rica

Ministerio de Cultura y juventud
Edificio CENAC Avenidas 3 y 7, calles 11 y 15
San José, Costa Rica

Representante del país en el Programa (REPPI)
Merceditas Sánchez
Directora General
msanchez@cnm.go.cr

www.inm.go.cr

Cuba

Ministerio de Cultura
Instituto Cubano de la Música
Calle 2 No. 258 e/ 11 y 13
La Habana, Cuba

Representante del país en el Programa (REPPI)
Carole Fernandez Martinez
Directora Producciones Colibri
carole@colibri.cult.cu

www.min.cult.cu

Ecuador

Ministerio de Cultura y Patrimonio
Av. Colón E5-34 y Juan León Mera
Quito, Ecuador

Representante del país en el Programa (REPPI)
Karina Fernández Silva
Directora Ejecutiva (E)
Instituto de Fomento a la Creatividad y la Innovación
karina.fernandez@creatividad.gob.ec

Colaborador/a
Jonathan Grijalva Vásquez
jonathan.grijalva@creatividad.gob.ec
Instituto de Fomento a la Creatividad y la Innovación

www.culturaypatrimonio.gob.ec

Espanha

Ministerio de Cultura y Deporte
Madrid, Espaha

Representante del país en el Programa (REPPI)
Antonio Garde
Subdirector general de Musica y danza
Instituto Nacional de las Artes Escénicas y Música INAEM

www.culturaydeporte.gob.es

México

Secretaría de Cultura
Instituto Nacional de Bellas Artes y Literatura
Distrito Federal, México

Representante del país en el Programa (REPPI)
José Julio Díaz Infante
Coordinador Nacional de Música y Ópera

Colaborador/a
María Guadalupe García Villanueva
Asistente operativa de REPPI México en Ibermúsicas
mgarciav@inba.gob.mx

www.inba.gob.mx

Panamá

Ministerio de Cultura
Ciudad de Panamá, Panamá

Representante del país en el Programa (REPPI)
Ellis Newman
Director de Educación Artística
enewman@micultura.gob.pa

www.inac.gob.pa

Paraguay

Secretaría Nacional de Cultura del Paraguay
Estados Unidos 284
Asunción, Paraguay

Representante del país en el Programa (REPPI)
Victoria Figueredo
Directora de Economía Cultural
maravictoriaf@hotmail.com

www.cultura.gov.py

Perú

Ministerio de Cultura
Av. Javier Prado Este 2465
Lima, Perú

Representante del país en el Programa (REPPI)
María Caridad Pizarro Nieves
Directora de Artes

Colaborador/a
Fernando Ríos
farios@cultura.gob.pe

Colaborador/a
Daniel Segovia
Analista de Proyectos en Gestión Cultural
dsegovia@cultura.gob.pe

www.gob.pe/cultura

Portugal 

Ministério da Cultura
Campo Grande 83 – 1º 1700-088
Lisboa, Portugal
T. (+351) 211 507 010 | F. (+351) 211 507 261 | E.

geral@dgartes.pt

Representante del país en el Programa (REPPI)
Américo Rodrigues
Diretor-Geral das Artes

Colaborador/a
Sérgio De Almeida
sdalmeida@dgartes.pt

www.portugal.gov.pt/pt/gc21/area-de-governo/cultura

Uruguay

Ministerio de Educación y Cultura
Reconquista 535
Montevideo, Uruguay

Representante del país en el Programa (REPPI)
Moriana Peyrou
Coordinadora Instituto Nacional de Música

Colaborador/a
Regina Chiappara
regina.chiappara@mec.gub.uy

www.gub.uy/ministerio-educacion-cultura/cultura

Venezuela

Ministerio del Poder Popular para la Cultura
Torre Norte, piso 25, Centro Simón Bolívar, Avenida Norte 12, Caracas 1012, Distrito Capital
Caracas, Venezuela

Representante del país en el Programa (REPPI)
Alí Alejandro Primera
Presidente Fundación Compañía Nacional de Música de Venezuela

Colaborador/a
Héctor Ali González Alcalá
Director Ejecutivo
Compañía Nacional de Música

presidenciavenmusica@gmail.com
fcnm.hg@gmail.com

www.mincultura.gob.ve

SEGIB

Oficina Central
Paseo de Recoletos, 8 – 28001
Madrid, España.

Representante
Enrique Vargas Flores
Coordinador del Espacio Cultural Iberoamericano

www.segib.org

SEGIB

Oficina Subregional Cono Sur
Plaza Independencia 759, oficina 301
Montevideo, Uruguay

Representante
Alejo Ramirez
Director de la Oficina Subregional Cono Sur

www.segib.org

Federico Prieto
Secretario Gestión Cultural

Ministerio de Cultura

ARGENTINA

Paula Rivera

Instituto Nacional de la Música (INAMU)

ARGENTINA

Eulicia Esteves
Subgerente de Música Popular

Ministério do Turismo / FUNARTE

BRASIL

Camila Gallardo Valenzuela
Secretaria Ejecutiva del Consejo de Fomento de la Música Nacional

Ministerio de las Culturas, las Artes y el Patrimonio

CHILE

Susana Palacios David
Coordinadora de Música de la Dirección Nacional de Artes

Ministerio de Cultura

COLOMBIA

Merceditas Sánchez
Directora General

Ministerio de Cultura y Juventud

COSTA RICA

Carole Fernandez Martinez
Directora Producciones Colibri

Ministerio de cultura

CUBA

Karina Fernández Silva
Directora Ejecutiva

Instituto de Fomento de la Creatividad y la Innovación

Ministerio de Cultura y Patrimonio

ECUADOR

Antonio Garde
Subdirector general de Musica y danza

Instituto Nacional de las Artes Escénicas y Música INAEM

Ministerio de Cultura y Deporte de España

ESPAÑA

José Julio Díaz Infante
Coordinador Nacional de Música y Ópera

Secretaría de Cultura / Instituto Nacional de Bellas Artes y Literatura

MÉXICO

Ellis Newman
Director de Educación Artística

Ministerio de Cultura

PANAMÁ

Victoria Figueredo
Directora de Economía Cultural

Secretaría Nacional de Cultura

PARAGUAY

María Caridad Pizarro Nieves
Directora de Artes

Ministerio de Cultura

PERÚ

Américo Rodrigues
Diretor-Geral das Artes

Ministerio da Cultura

PORTUGAL

Moriana Peyrou
Coordinadora Instituto Nacional de Música

Ministerio de Educación y Cultura

URUGUAY

Alí Alejandro Primera
Presidente Fundación Compañía Nacional de Música de Venezuela

Ministerio del Poder Popular para la Cultura

VENEZUELA

Enrique Vargas
Coordinador del Espacio Cultural Iberoamericano

SEGIB

Alejo Ramirez
Director Oficina Subregional Cono Sur SEGIB

SEGIB

Micaela Gurevich
Secretaria Técnica

UNIDAD TÉCNICA IBERMÚSICAS

Ricardo Gómez Coll
Asesor

UNIDAD TÉCNICA IBERMÚSICAS

Fernando Tomasenía
Asesor

UNIDAD TÉCNICA IBERMÚSICAS

Camila Gallardo Valenzuela
Chile

PRESIDENTA

PROGRAMA IBERMÚSICAS